• Ricarte Passos

Religião dita as regras da cerimônia de Casamento

Atualizado: 29 de set.


Profissionais que participam do Salão de Noivas Wedding Day, no piso L4 do Plaza Shopping repassam dicas importantes para quem pretende subir ao altar - Foto: Classe A Estúdio


Casar é bom, mas dá um trabalho...! Muitas escolhas e regras a cumprir, sejam por determinação da religião seguida pelos noivos ou pelo horário escolhido para a realização da cerimônia. Na maioria dos casos, o casamento segue certas normas pré-estabelecidas e sofre algumas restrições. Para facilitar a vida dos noivos acontece desta quinta-feira (15) até 30 de setembro, no piso L4 do Plaza Shopping, em Casa Forte, a 6ª edição do Salão de Noivas Wedding Day, que reúne dezenas de expositores para apresentar novidades e tendências em produtos e serviços para o mercado de festas e eventos e repassar dicas para os pretendem subir ao altar.

Independente da escolha da religião, até mesmo os casais mais modernos não dispensam uma cerimônia religiosa para abençoar a união. Mas é importante conhecer as particularidades de alguns rituais e o que não pode faltar numa cerimônia de casamento.

Karina Alfino - Cerimonial - Foto Fernando Raphael Estúdio



De acordo com a cerimonialista e assessora de casamentos Karina Alfino, participante da feira e com experiências na organização de cerimônias religiosas, nos casamentos católicos, por exemplo, os noivos precisam ter a certidão de batismo e devem fazer o curso de noivos, que é uma etapa obrigatória. “Essa preparação para o casamento católico é muito importante. O curso possui duração de três dias e o certificado tem validade de um ano”, explica.

Karina Alfina lembra que cada igreja tem suas regras e maneiras diferentes de celebração. Atualmente, segundo ela, na Igreja Católica só é permitido jogar arroz ou pétalas do lado de fora da Igreja. “Tem padres que são bem exigentes e não permitem tocar músicas na cerimônia. Alguns deles não celebram o casamento fora da igreja, isso somente ocorre se a Arquidiocese autorizar. Existem igrejas também que cobram caução, e, caso a noiva se atrase, o valor não será devolvido”, ressalta.

Celebrar um casamento na igreja católica vai além do que se vê de bonito e emocionante. O código de direito canônico determina os direitos e as obrigações dos fiéis e, como o casamento é um rito de passagem, há exigências que precisam ser cumpridas para que o enlace se torne legítimo.

De acordo com os especialistas, as cerimônias budistas são mais demoradas, podendo levar até duas horas de duração. São realizados vários rituais e os noivos podem ficar sentados em frente ao Lama, um dos momentos é quando o celebrante dá uma volta nos noivos e no altar com um incenso e depois estas cinzas precisam ser levadas e jogadas fora, longe do local da cerimônia, sem virar a bandejinha para cima.


Estilista Regina Machado - Damas e Noivas - Foto Fernando Raphael Estúdio


De acordo com a estilista Regina Machado, da Damas & Noivas, as noivas evangélicas, de religiões mais conservadoras, por exemplo, geralmente não se casam com roupas que deixem os ombros à mostra. Por isso mesmo é bom atentar para o vestido da noiva, pois se for em uma Igreja mais rigorosa o ideal é ir com um vestido cobrindo os ombros, não é aceito o tomara que caia.

Já nos casamentos judaicos, os noivos devem ser judeus e não há cerimônia aos sábados ou em datas religiosas. O casal também costuma beber uma taça de vinho que depois é esmagada com o pé, enquanto os convidados desejam felicidades.


Damas e Noivas, por Regina Machado - Foto divulgação


Nos casamentos pela manhã a noiva pode usar vestidos menos volumosos, com caudas mais curtas. “O modelo pode ser suntuoso, com brilho, mas o strass, normalmente deve ser reservado para produções mais glamurosas, à noite”, afirma o estilista.

As noivas mais despojadas que optam por casar na praia fazem uso de vestidos evasês e godês duplos confeccionados respectivamente em renascença e organza ou linho. “Pela manhã, na praia ou igreja, um vestido em organza bordada em cairel com motivos florais, cai muito bem”, salienta o profissional.



Damas e Noivas - Foto Ramon


Nos casamentos à tarde, segundo o estilista, as noivas podem abusar um pouco mais do brilho e, por que não, da tonalidade do vestido. Apesar das inúmeras opções de cores, o branco, segundo a estilista, continua reinando absoluto com apenas algumas variações como os brancos neve, gelo, pérola e champagne.

“Depois da pandemia, cresceu bastante o número de noivas que preferem o casamento pela manhã. As cerimônias estão um pouco mais enxuta. Mas, os modelos de vestidos continuam glamurosos com tecidos importados com renda francesa, decotes, além do tule francês com pedraria, miçangas, miçangão, tafetá de seda pura, jacquard, entre outros. A cauda pode ser comprida e, hoje também se utilizar flores de organza no cabelo com detalhes em prata e cristal.

Atualmente, as cerimônias de casamento exigem cuidados e envolvem cada vez mais profissionais que vivem do setor e para o Dia D. Preocupações existem desde o visual da noiva ao ambiente criado para receber os convidados de uma festa de casamento. E os mais variados serviços e lançamentos destinados a este segmento estão presentes na feira.


Rosana Araújo Decor - Foto Fernando Raphael Estúdio


PESQUISA - A verdade é que o casamento ainda é um dia esperado pela maioria das brasileiras. O mercado vive uma retomada surpreendente, impulsionada pela demanda reprimida na pandemia e pelos novos casais que decidiram “dizer sim”. De acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Eventos e Festas (Abrafesta), o segmento, este ano, deve movimentar R$ 40 bilhões. Esse número corresponde a 62% a mais do que em 2019, quando teve início a pandemia. A expectativa do setor é fechar 2022 com uma média de 585 mil festas realizadas, um número 30% maior do que o registrado em 2019. Ainda de acordo com a Abrafesta, o setor de festas de modo geral movimenta em média, por ano, R$ 300 bilhões, com 6 milhões de profissionais envolvidos e 310 mil empresas atuando no mercado.


SERVIÇO:

RECIFE WEDDING DAY

Data: de 15 a 30 de setembro

Local: Plaza Shopping, em Casa Forte – Piso L4

(Rua Dr. João Santos Filho, 255 – Casa Forte)

Horários: de segunda a sábado, das 9h às 22h. E aos domingos, das 12h às 21h

Acesso: gratuito

Informações: 81 | 3265.8100

69 visualizações1 comentário